Sexta-feira, 1 de Dezembro de 2006

O Modelo de Abraham Moles

 

Este modelo surge de uma obra que Moles publicou em 1967:

“La sociodinamique de la culture”

(tem a vantagem de instruir os processos de comunicação cultural e científica que ocorrem no seio da instituição escolar)

                                 

 ANALISE DA CULTURA INDUSTRIAL

                                       

                                     Cultura de Massas

Estabelecer a dinâmica da:

·        Originalidade / Criatividade

·        Estandarização / Democratização

                              

  Que subjaz todo o circuito produção – consumo

Segundo Moles, a sociodinâmica da cultura define-se como:

  • Conjunto de sub-sistemas e sistemas nos quais confluem circuitos de mensagens e processos comunicativos, educativos e culturais.

Moles questiona-se:

  • Substitui-se cultura criativo-humanista por uma cultura cuja criação seja da autora de especialistas em marketing, psicologia social ou relações públicas?

                                                                                                               

 

                 É a contraposição entre estes dois modelos

                       ULTURA HUMANISTA VS CULTURA MASS MEDIA

           CLASSICA VS em “MOSAICO”

 

Núcleo central da argumentação do autor

 

Segundo Moles: Papel da Cultura

                                               

Proporcionar ao indivíduo um ecrã de conceito

                                             

Sobre a qual projecta e ordena as suas percepções do mundo

HUMANISTA: Papel da educação como organizadora da cosmovisão social generalizada, o raciocínio lógico assegurava a harmonia desse ecrã.

MOSAICO: Cultura em mosaico a desconexão entre temas, conteúdos, vocabulário das mensagens veiculadas pelos media provocará a génese de novos marcos de pensamento.

 

 

 

 

   Os mass media são responsáveis pela maioria das mensagens que recebemos e é por isso que Moles questiona o seguinte:"substitui-se cultura criativo-humanista por uma cultura cuja criação seja da autoria de especialistas em markting, psicologia social ou relações públicas?" (ver link)

 

   Pelos vistos hoje em dia é mesmo assim somos atraídos pela imagem, a televisão já é quase como a principal fonte de informação para muitos, ás vezes a única disponível, "vivemos realmente numa sociedade onde a informação e a cultura tem um tratamento visual", interpretamos as coisas como as vemos pois é realmente o modo mais cómodo e mais fácil de nos instruirmos. Não será isso mais perigoso?

   Ora vejamos este ecrã de conceitos que nos fala Moles (o quadro que expusemos acima) que proporciona ao indivíduo realmente as percepções do mundo. Mas quem as controla e as projecta fazem desses conceitos cultura, ou meramente markting, publicidade…audiências?

   A televisão nos dias de hoje tem uma influência extraordinariamente preocupante, uns dizem que os programas violentos nada tem a ver com os comportamentos violentos que se verificam nas pessoas, e outros censuram e repudiam tais programas assinalando que as pessoas que assistem-nos, na sua maioria crianças, tendem de facto a copiar tudo que vêm e isso verifica-se nas escolas, as ruas, no meio social. O que se pode concluir daqui?

   A televisão, os meios de comunicação têm culpa no cartório? E aqueles que detêm o poder de decisão sobre os meios de comunicação através dos chamados embargos e "sinais verdes"? Isto é que realmente deve ser discutido ao pormenor: A INTERACÇÃO ENTRE TECNOLOGIA E CONDUTA SOCIAL!

   Não é só a televisão que passa programas "enfadonhos",sem conteúdo, informação pobre, enfim cultura mínima , como também tecnologias da comunicação como os computadores destabilizam toda uma vida social, distanciam as pessoas, criam dependências e no caso dos chats, messengers e outros sites (por vezes desadequados a certas idades) geram o verdadeiro perigo para os mais desprevenidos ,falando com estranhos, confidenciando dados que podem ser usados contra o próprio que os forneceu.

 

   Isto deveras preocupa-nos, e não, não estamos a ser muito pessimistas milhões de pessoas tem acesso a estas tecnologias, é um consumo diário alarmante então da televisão muito mais que entra hoje em dia na casa de qualquer um, programas como:"Morangos com Açúcar","New Wave" e outras "tretices" (desculpei-nos o termo, mas é mesmo assim) são extremamente graves para a saúde mental dos jovens pois não ensinam nada e o panorama social das personagens nada tem a ver com a situação social da maioria dos jovens portugueses, e temas como drogas, sexualidade, aborto, gravides na adolescência são tratados de forma muito banal e inconsciente...e realmente é de preocupar que programas como estes batam recordes de audiências.

   O problema/culpa é de quem transmite estes programas ou será mesmo de quem os vê? Pois, se as fantastic5 fossem pais certamente excluíriam este "prato" do" menú" e alimentaríamos os nossos filhos com algo mais criativo e didáctico. Útil para o desenvolvimento intelectual e não só. Nem sempre os pais podem controlar de onde os filhos recebem as informações, as fonte do seu conhecimento, por mais que os produtores dos programas nos despejem com este lixo em termos de cultura e coloquem as bolinhas vermelhas no canto direito, estão lá e não há nada a fazer, quer dizer há de facto uma solução que é desligar a televisão, pois os 3 canais disponíveis na rede pública "distribuem" o mesmo pacote comercial, igual a lixo!!!cultura???Nós chamaríamos poluição mental!

 

  Só um á parte – falamos em 3 programas pois a "dois"(rtp2:) ao longo destes anos aparentemente é o único que se tem vindo a esforçar para nos ensinar algo, transmitir a verdadeira cultura, tanto para os mais pequenos como para os adultos...um canal para toda a família, mas o que explica tão pouca audiência?? Pois é este canal de comunicação não tem big brothers, ilhas da tentação, morangos , florzinhas , Fátimas Lopes e companhia, lameichices etc, para nos iluminar com a sua grandiosa cultura, pois aprende-se realmente muito.... a chegar a lado nenhum!!

    É esta estandardização que nos preocupa e este tratamento visual tem realmente os seus efeitos: positivos ou negativos, apenas depende do modo como nós assimilamos essas imagens, com apreendemos aquilo que os mass media nos transmitem e saber separar a boa informação da má, pois a interacção entre tecnologias e conduta social é fortíssima, real, muito proveitosa para aqueles que a sabem utilizar e perigosa para aqueles que se limitam a aceitar a informação tal como ela é, neste caso como ela se apresenta.

 

LEIAM MAIS E ESCOLHAM PROGRAMAS MAIS INSTRUTIVOS...ORIGINALIDADE E CRIATIVIDADE para crescermos enquanto pessoas!

 

 

 

 

 

 

 

Sendo este tema bastante interessante, e tendo ainda muita coisa ficado por dizer, pedimos desculpa pela extensão do post. Mas leiam porque de certeza que muitas das vossas inquietações  foram aqui referidas pelas fantastic 5.

 

publicado por Fantastic 4 às 22:00

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Clara Coutinho a 10 de Dezembro de 2006 às 13:53
Ora vivam fantásticas! Li o vosso post (enorme!!!) e fico satisfeita por ver como conseguiram extrair alguns dos problemas importantes que levanta Moles quando apresenta ao mundo ocidental o complexo modelo da comunicação na era das massas.
Penso que é importante saber o que é cultura separar do imenso lixo que os mass media nos querem impingir e fazer crer que é verdadeira cultura....
Cuidado com os erros ortográficos, não esqueçam que publicam para o mundo e temos de defender a nossa lingua!

Comentar post

.Nós...no sentido figurado :)

.Pesquisar neste blog

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. Vamos de Férias!!!!!

. As Tecnologias da Informa...

. Redes e contextos de educ...

. Processos colaborativos n...

. Impacto das comunidades d...

. Abordagens educacionais n...

. Educação e sociedade em r...

. uffa...já chegaram as fér...

. Correio electrónico

. O Modelo de Abraham Moles

.Arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.Links